fbpx
Mitos da Carne Vermelha

No último post, nós mostramos pra você as principais diferenças entre os pontos da carne (se você ainda tem dúvidas, clique aqui para descobrir qual é o seu ponto favorito) e o tema de hoje tem tudo a ver com esse assunto, com destaque para o ponto da carne mal passada.

Sabe aquela carne mal passada, avermelhada e com sangue? É sobre esse mito que vamos falar hoje: esse famoso “avermelhado com sangue” na verdade se chama mioglobina.  

Acompanhe nosso post e descubra a verdade sobre esse grande mito gastronômico! 😊

O que está no prato não é sangue!

Os amigos estão reunidos na mesa da hamburgueria, os burgers são servidos e na primeira mordida um dos amigos exclama:

Nossa esse burger tá mugindo! Odeio essa carne muito vermelha e ainda tem sangue!

Essa é clássica, seja em hamburgueria, churrascaria ou churrasco em casa. Mas, se você é um amante da carne mal passada, fique tranquilo, pode comer sem peso na consciência, afinal o sangue da carne é uma lenda urbana. Pois é, quase todo o sangue que corre no corpo de uma vaca jamais chega ao açougue, muito menos no seu prato.

O sangue é vermelho porque contém a proteína chamada hemoglobina, presente apenas no tecido sanguíneo. Já a cor vermelha da carne que comemos não é assim por conta da hemoglobina, e sim, da mioglobina.

Mioglobina, a proteína da carne

A mioglobina tem a função de manter o oxigênio nas células dos músculos. É essa proteína que dá a cor avermelhada a carne e é justamente ela que escorre da carne quando cortamos. Após cozida, a mioglobina se torna marrom e por isso que notamos a cor mais avermelhada da carne em peças mal passadas.

Como os bovinos usam mais a musculatura em suas tarefas, eles possuem a carne mais vermelha do que outras espécies de animais. Os frangos, por exemplo, possuem pouca quantidade de mioglobina nas asas, por isso essa parte costuma ser de carne com cor mais escura.

Diferente dos peixes, que não precisam de tanta musculatura assim, já que  nadar e boiar é relativamente fácil. Portanto, sua carne tende a ser muito mais clara do que a de uma vaca. O atum é uma exceção: como são peixes que nadam grandes distâncias durante muito tempo, a quantidade de mioglobina é maior, fazendo com que a sua carne seja um pouco mais escura do que os outros peixes.

Benefícios para a saúde

A carne vermelha de modo geral é um alimento rico nos mais diversos nutrientes benéficos para a nossa saúde. A mioglobina especificamente é de extrema importância para as crianças e adolescentes que precisam de muita energia e também para aqueles que praticam esportes, especialmente a musculação.

Em geral, apesar de muito contestado, o consumo de proteínas deve ser diário, segundo afirma  a tese do Conselho Europeu de Informação Alimentar (EUFIC): 

“De forma a manter uma renovação normal das proteínas, necessária para o crescimento adequado e reparação dos tecidos corporais, 10-15% da ingestão total de energia deve provir das proteínas”.

Para quem quer manter o nível de proteína e diminuir o colesterol, o aconselhável é dar preferência ao patinho, maminha, músculo, lagarto, filé mignon, coxão duro e coxão mole. Esses cortes possuem uma quantidade de gordura parecida com a do frango.

Bom, agora que já desmitificamos essa lenda urbana do sangue, bora pedir um delivery do Jaka e aproveitar todos os benefícios do suco da carne, em casa! 😉


Deixe uma resposta

Your email address will not be published.